Feeds:
Artigos
Comentários

Arquivos para a Categoria ‘Peru’

O Verão passado levou-nos até quase ao outro lado do mundo, ao Vietname. Fugimos de cá, de um ano muito duro, e fugimos para lá, terra que povoava os meus sonhos de paisagens verdes e sabores exóticos. Mergulhámos de cabeça e poucos dias depois já a nossa língua se enrolava nos vocábulos que a faziam salivar: bánh xèo, bánh mì, o inescapável pho e a nossa perdição, bún chà.

Ásia 3

.

Entrámos em todos os mercados que vimos. Cheirámos coisas novas todos os dias, das mais apetecíveis aos nauseantes aromas das fermentações e das carnes cruas, pouco recomendados a narizes sensíveis. Comemos frutas de que não sabemos o nome e que sabiam, como tudo o resto, a distância e aventura.

Ásia 1

.

Como em todo o lado, é com os locais que melhor se come. Nas tascas improvisadas nos passeios, sobre tapetes desenrolados ao cair da noite ou em bancos de plástico rentes ao chão. Ao lado das brasas onde caramelizam os pedaços de carne que vamos mergulhar no nuoc cham, acompanhados de noodles de arroz e ervas que não encontramos por cá. O truque é não pensar, deixarmo-nos guiar pelos cheiros que se espalham de cada esquina. Comer com a taça encostada ao queixo para não desperdiçar uma gota. E ficar para sempre presos de saudades.

Ásia 2

.

Mas estas, como a necessidade, também aguçam o engenho. Levam-nos a aprender e ao improviso. Com alguma vontade e pouco preciosismo, vamos mais ou menos recriando os sabores de lá. Nunca serão os mesmos, iguais, nem que não seja porque não estamos lá. São adaptações toscas de uma cozinha complexa e simultaneamente simples, que se faz daquilo que nós já esquecemos, o que a terra dá.

almôndegas vietnamitas 1.

Almôndegas e noodles de inspiração vietnamita

(improvisado com base nesta receita)

4 pessoas

almôndegas (32 almôndegas pequenas):

  • 500g carne de peru picada
  • rama de 4-6 cebolinhas verdes finamente picada
  • ½ medida de coentros frescos finamente picados
  • 1 ovo grande
  • 2 colheres sopa de óleo de sésamo (ou normal, se não encontrar)
  • 2 colheres sopa de molho de soja
  • óleo para fritar

 

molho:

  • 100g açúcar mascavado escuro
  • 120ml de água
  • 120ml de molho de soja
  • 120ml de mirin
  • 4 cm de gengibre fresco picado
  • 1 colher chá de coentros em pó

montagem:

  • 1 pacote de noodles de arroz (usei pho, que comprei numa grande superfície)
  • 1 medida bem cheia de coentros, hortelã e rama de cebolinha frescos e bem picados
  • ½ medida de amendoins torrados

Comece por fazer as almôndegas (que pode, inclusivamente, congelar): numa tigela misture todos os ingredientes, com auxílio de um garfo. Molde pequenas bolas, o mais homogéneas possível (facilita se tiver as mãos molhadas ou levemente untadas com óleo). Disponha-as num tabuleiro, espaçadas para que não se colem, e leve ao frigorífico até à hora de fritar.

Para o molho: leve a lume médio-alto a água e o açúcar, mexendo bem até que este se dissolva. Acrescente então o molho de soja, o mirin, o gengibre e os coentros moídos e reduza para fogo médio. Deixe cozinhar até reduzir, mas não deixe que fique excessivamente espesso. Coe e reserve.

Prepare os noodles de acordo com as instruções da embalagem.

Enquanto os noodles e o molho cozinham, frite as almôndegas em óleo vegetal bem quente, 4-5 minutos de cada lado. Retire-as para um prato com papel absorvente e deixe escorrer bem.

Montagem: em tigelas individuais, disponha uma dose de noodles. Mergulhe as almôndegas brevemente no molho e transfira-as para as tigelas. Polvilhe generosamente com as ervas frescas picadas e os amendoins torrados. Regue com mais uma ou duas colheres de sopa de molho e sirva. Pode levar o restante molho, ervas e amendoins para a mesa para quem quiser acrescentar durante a refeição.

Read Full Post »

um feijão novo para a lista

Aprendo coisas novas todos os dias, mesmo sem querer. Mesmo quando, no mercado, ponho o feijão errado no saco. Chamo-lhe feijoca e ensinam-me logo que não, não é feijoca. É feijão patela. Aprendo e agradeço. Chego a casa e procuro o dito feijão na internet. Não consta. Disseram-me que era parecido com a feijoca, mas ligeiramente mais pequeno. E eu acredito, porque sei que quem me ensinou saberá destas coisas mais do que a internet. É um saber que lhes vem da experiência, do contacto com a terra e com o que ela dá, todos os dias. É aquele saber que é maior que o dos livros, que reúne em si a sabedoria de gerações. E eu acredito e acrescento um feijão novo à minha lista.

Um feijão novo, com o qual faço um novo prato. É uma variação de um habitual cá de casa, mas mais leve e mais saudável.

.

Chili de peru, feijão patela e acelga

  • 350g carne de peru picada
  • 2 medidas de feijão patela seco, posto a demolhar de um dia para o outro
  • 2 pés de acelga
  • ½ pimento vermelho
  • 1 cenoura
  • 1 cebola grande
  • 2 dentes alho
  • 1 punhado de coentros, com talo
  • 1 lata pequena de tomate pelado
  • 1 colher café paprika
  • 1 colher café cominhos
  • ½ colher café piri-piri
  • 2 colheres café orégãos
  • sal
  • azeite

.

Comece por picar grosseiramente a cebola, o pimento, a cenoura e os talos da acelga. Pique finamente o alho. Numa panela grande (eu usei a de pressão, por falta de tempo) aqueça um fio de azeite e refogue os legumes picados.

Quando a cebola estiver translúcida, acrescente o peru e frite ligeiramente, mexendo bem para não queimar. Acrescente o feijão, os coentros picados (talos e tudo) e o tomate pelado, esmagado entre os dedos. Misture bem. Tempere agora com as especiarias e acrescente o sal. Tape e deixe cozinhar em lume brando até o feijão estar quase pronto.

Acrescente então as folhas das acelgas em tiras finas e deixe cozinhar mais 15 minutos. Prove e ajuste o sal e restantes temperos.

Sirva simples, com uma fatia de pão torrado a acompanhar.

.

Nós gostamos de coisas assim, quentes e reconfortantes. A dose acima dá para 4 pessoas, portanto duas refeições cá de casa e menos uma preocupação. Sabe-me bem à colher, como boa comfort food que é. Uma malga de chili quentinha, um episódio de qualquer coisa na televisão e o cansaço do dia fica logo mais leve.

Read Full Post »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 264 outros seguidores